Assassino de John Lennon explica por que matou Beatle: ‘Foi o Diabo’

Compartilhe:

Mark Chapman, o assassino de John Lennon, morto em 1980, de 67 anos, explicou por que matou o Beatle, segundo publicação do Washington Post na segunda-feira, 7. Ele fez as alegações durante uma audiência para tentar liberdade condicional - o pedido foi negado pela 12ª vez.

O criminoso disse que sabia que seu comportamento era errado: "Não vou culpar ninguém pelo que fiz. Eu sabia o que estava fazendo e sabia que era maldoso, sabia que era errado, mas queria tanto a fama, que estava disposto a tirar uma vida humana", disse ele.

Ele matou Lennon em 8 de dezembro após o músico retornar com a parceira, Yoko Ono, ao seu apartamento em Nova York. Champman, inclusive, conseguiu um autógrafo do artista horas antes do assassinato.

Condenado a prisão perpétua, ele cumpre pena em Nova York e diz se arrepender de suas atitudes: "Eu machuquei muitas pessoas no mundo todo e, se alguém quiser me odiar, tudo bem, eu entendo". Chapman tentará liberdade condicional novamente em fevereiro de 2023.

 

Receba nossas notícias no seu celular: Clique Aqui.
Envie-nos sugestões de matérias: (14) 99688-7288

Desenvolvido por StrikeOn.