A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 06/10/2020 às 08:00

A verdade sobre a água que falta nas torneiras de Marília

Nove poços abertos pela Prefeitura e DAEM, sendo dois profundos, além de todos os poços de empreendimentos imobiliários lançados na cidade, onde a exigência é oferecer o dobro da água consumida. Isso tudo junto, lá se vão quase 20 novos poços abertos em Marília nos últimos quatro anos.

Ainda fizemos dois enormes reservatórios de água em pontos estratégicos da cidade, trocamos tubulações e realizamos interligações nas redes para garantir mais água nos locais onde o consumo é maior”, explicou o prefeito Daniel Alonso.

Apesar desse esforço todo, a maior seca dos últimos 40 anos está castigando tanto a cidade que tem gente com problema no abastecimento.

Estamos atravessando a maior crise hídrica da história e ainda temos a pandemia do coronavírus, que fez as pessoas usarem mais água para lavar tudo e fazer a higienização a toda hora. Por mais que a gente tenha feito, é necessário pedir economia de água, só usar a quantidade estritamente necessária e pensar naquelas pessoas sem condições de ter uma caixa d’água. Para elas, a água que chega na torneira é a única da casa!” – ponderou o prefeito.

A região com mais problema no abastecimento é justamente aquela que mais sofreu com desvio de recursos. Os bairros da Zona Norte não teriam falta d’água se a barragem do Ribeirão dos Índios tivesse sido concluída.

As obras começaram em 2003 na gestão do ex-prefeito Abelardo Camarinha, foram paralisadas no ano seguinte, e os R$ 11 milhões consumidos nela (que se forem corrigidos chegam a R$ 30 milhões), são questionados em ações judiciais até hoje. A obra nunca acabou, a barragem está abandonada e enquanto as ações não forem finalizadas, não se pode mexer no local.

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn