A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 05/05/2020 às 09:25

Atleta mariliense faz 'lives' com lutadores do MMA durante quarentena

  • Banner da entrevista com Jéssica Andrade: bem ao estilo das chamadas de lutas do UFC

Objetivo é divulgar o esporte e incentivar os atletas. Duda Gracie sonha seguir essa modalidade como profissional

Desde o início da quarentena, a vida dos atletas não tem sido fácil. A rotina dos treinos pesados foi substituída para, na maioria dos casos, apenas um condicionamento físico. É o caso da mariliense Duda Gracie que, com apenas 11 anos, já conquistou os principais títulos nacionais e internacionais de Jiu Jitsu.

Duda entrevista Hugo Copa, professor e campeão de Jiu Jitsu.

Forçada a ter um maior "tempo livre" (antes ela treinava três vezes por dia) por conta da Covid-19, Duda encontrou uma maneira diferente para ocupar esses períodos: decidiu realizar "lives" pelo Instagram entrevistando lutadores profissionais de MMA (tanto brasileiros como também americanos) como também de Jiu Jitsu.

Segundo ela, é uma maneira para que os fãs desses esportistas possam ter um contato mais próximo com eles, já que contam suas experiêcias, dificuldades, desafios e também como estão conseguindo superar esse período de isolamento.

Além disso, Duda acredita que, ao responder às perguntas, os próprios lutadores conseguem encontrar uma motivação extra para superar a quarentena.

Entrevistados

A mãe atleta, Gilesa Lima Ramos, explica que Duda procura conhecer a vida do entrevistado até para que as perguntas esteja todas relacionadas ao esporte que praticam. 

Nesta terça-feira (dia 5), por exemplo, a partir das 20h, ela vai conversar com Jéssica Andrade, ex-campeã do peso-palha feminino do UFC, considerada uma das principais atletas brasileiras no MMA mundial.

Jéssica estava nos EUA para uma luta oficial no UFC. Mas, por conta do isolamento, teve que voltar para o Brasil.

Ela está tentando agendar entrevistas com outras lendas nesse esporte, como Minotauro e Demian Maia, duas grandes feras brasileiras no UFC (Ultimate Fighting Championship), uma das principais arganizações mundiais de artes marciais mistas.

Seguir carreira

Aos 11 anos de idade e há cinco como atleta, a mariliense Maria Eduarda Lima Ayres, conhecida como Duda Gracie, já é uma fera no jiu jitsu e uma das grandes promessas brasileiras nessa modalidade esportiva.

Ela já conquistou torneios importantes: o bi-campeonato brasileiro, o bi-campeã paulista, bi-campeã Sul Americano, mundial, Pan Americano e campeã internacional. 

Em 2020, ela buscava o "tri" nesses torneios, mas por conta da pandemia do novo coronavírus, todas as competições estão suspensas.

Aliás, este é um drama para a maioria dos atletas: mesmo com o fim do isolamento ainda precisarão de um certo tempo para retomar ao ritmo 100%. Duda, por exemplo, deve demorar entre 35 a 40 dias para atingir o nível que estava no período de competições.

Ao entrevistar os atletas de MMA, Duda Gracie está realizando mais um sonho: ficar mais próximo dos seus ídolos. Isso porque o sonho da mariliense é lutar o MMA assim que atingir a idade mínima (17 anos) e logicamente chegar ao UFC. 

Como hoje tem apenas 11 anos e já é uma das melhores lutadoras de jiu jitsu da América do Sul, as chances de ter uma carreira brilhante no MMA são grandes. 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn