A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 06/03/2020 às 12:00

Termina em maio prazo para eleitor regularizar título. Marília atinge 88%

  • Biometria realizada no ano passado em Marília. Mas, ainda restam mais eleitores

Eleitores marilienses (cadastrados na zona 70ª) podem ir pessoalmente ao Cartório fazer a biometria, sem a necessidade de agendamento pela internet. 

Termina no dia 6 de maio o prazo para que cidadãos que tiveram o título de eleitor cancelado regularizem a situação. Quem não estiver em dia com o documento, não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país

Em Marília, 88% dos eleitores cadastrados fizeram o cadastramento biométrico que terminou no dia 19 de dezembro. Aqueles eleitores que não compareceram ao cartório entraram no processo de perda do título. Mas, ainda existe a possibilidade de regularizarem essa situação até o dia 6 de maio. A meta é chegar a pelo menos 90%.

Sem agendamento

A cidade tem hoje 179.185 eleitores cadastrados e, desse total, cerca de 158 mil realizaram o cadastro biométrico.

No ano passado formaram-se enormes filas nos últimos dias do trabalho de biometria

De acordo com o Cartório Eleitoral, era preciso ser feito o agendamento pela internet. Mas, como muitos eleitores não estavam comparecendo no dia e horário escolhidos, a partir de agora é possível comparecer pessoalmente em qualquer dia/horário levando um documento de identidade com foto e um comprovante de endereço. O Cartório tem capacidade para atender cerca de 60 pessoas por dia.

No ano passado, 2,4 milhões de títulos foram cancelados porque os eleitores deixaram de votar e justificar ausência por três eleições seguidas. Para a Justiça Eleitoral, cada turno equivale a uma eleição.

Como regularizar o título

Para regularizar o título, o cidadão deve comparecer ao cartório eleitoral próximo a sua residência, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto.

Além disso, será cobrada uma multa de R$ 3,51 por turno que o eleitor deixou de comparecer. O prazo para fazer a solicitação termina em 6 de maio, último dia para emissão do título e alteração de domicílio eleitoral antes das eleições.

Além de ficar impedido de votar, o cidadão que teve o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

A situação de cada eleitor pode ser verificada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O primeiro turno será realizado no dia 4 de outubro.

Se necessário, o segundo turno será no dia 25 do mesmo mês. Cerca de 146 milhões de eleitores estarão aptos a votar.  Com informações da Agência Brasil.

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn