A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 05/10/2019 às 09:25

Preso jurado de morte pelo PCC escapa da morte em penitenciária

Um rapaz de 22 anos, que cumpre pena na penitenciária de Marília, escapou da morte ao ser jurado de morte pela facção criminosa PCC. Motivo: se envolver com a ex-mulher de um dos integrantes. Ele seria queimado vivo se não fosse a intervenção dos agentes penitenciários.

O caso foi registrado ontem à noite. Os agentes penitenciários de plantão no semi-aberto perceberam quando uma grande quantidade de fumaça saía de duas celas, onde estavam três sentenciados.

Assim que abriram a porta, a vítima (iniciais V.C.F.) pulou desesperadamente para o lado de fora, enquanto os outros dois internos também correram. 

O rapaz estava com os braços e as pernas amarrados com toalhas. Enquanto era socorrido ao Hospital das Clínicas, para atendimento médico, contou que estava "jurado de morte" porque há alguns anos se envolveu com a ex-mulher de um dos membros da facção.

Ontem à noite foi amarrado pelos outros dois sentenciados (ambos também de 22 anos) que atearam fogo nos colchões e iriam jogar a vítima para morrer queimada, mas foi salva pelos agentes.

"Suicídio"

 A versão dos acusados pela tentativa de assassinato foi no mínimo curiosa: os três haviam combinado uma espécie de "suicídio coletivo", sendo que a própria vítima havia amarrado os pés e as mãos.

Os dois foram presos em flagrante por tentativa de homicídio. O sentenciado jurado de morte permanece internado no HC já que inalou muita fumaça, mas pelo menos escapou de uma morte trágica.

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn