Cresce faturamento do e-commerce na região de Marília e é um das maiores do Estado

Compartilhe:

O faturamento real do comércio eletrônico na região de Marília atingiu R$ 68,3 milhões no primeiro trimestre de 2018, alta de 3,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado dos últimos 12 meses, as vendas do setor na região cresceram 18,3%, o segundo melhor desempenho entre as 16 regiões analisadas nessa base de comparação.

Os resultados compõem a Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico (PCCE) elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), por meio do seu Conselho de Comércio Eletrônico, em parceria com a Ebit.

Pedro Pavão analisou o crescimento do setor.

A pesquisa traz dados sobre faturamento real, número de pedidos e tíquete médio e permite mensurar a participação do e-commerce nas vendas totais do varejo (eletrônico e físico) no Estado de São Paulo, segmentado em 16 regiões.

O número de pedidos do comércio eletrônico na região atingiu 177,9 mil nesse primeiro trimestre, ante os 156,7 mil do mesmo período do ano passado, um aumento de 13,5%. O tíquete médio, no entanto, caiu 8,9%, ao passar de R$ 421,02 nos primeiros três meses de 2017 para os atuais R$ 383,53. A participação do e-commerce no faturamento do varejo geral ficou estável em 2%.

AVALIAÇÃO - “As empresas que oferecem seus produtos e serviços online possuem maior vantagem competitiva, uma vez que estão acessíveis e tem chances de expor suas ofertas de forma orgânica. Acreditamos que cada vez mais, essa forma de comércio irá surpreender com bons números e é de extrema importância que o nosso varejo passe a utilizar, além da forma tradicional, o e-commerce como mais uma alternativa na busca de bons negócios”, destaca Pedro Pavão, presidente do Sincomercio Marília.

Receba nossas notícias no seu celular: Clique Aqui.
Envie-nos sugestões de matérias: (14) 99688-7288

Desenvolvido por StrikeOn.