Visão Notícias
Postado em 20/10/2020 às 15:00
Senador Chico Rodriguez amplia prazo de licença e seu filho pode assumir cargo

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado pela Polícia Federal com R$ 33.150 na cueca durante uma ação de busca e apreensão, pediu licença de 121 dias do Senado. Com isso, Pedro Arthur Ferreira Rodrigues (DEM-RR), filho do parlamentar, pode assumir o cargo por ser suplente do pai. Pelo regimento do Senado, um suplente só assume quando o afastamento do titular supera os 120 dias.

Sobre o pedido de licença, o senador afirmou que o ato foi “impulsivo” e avalia como “a decisão mais irracional de toda a minha vida”. 

“A verdade é que, em um ato impulsivo, acordado pela polícia, de pijama, assustado com a presença de estranhos em meu quarto, tive a infelicidade de tomar a decisão mais irracional de toda a minha vida”, afirmou Rodrigues.

O senador relata que está sofrendo linchamento público e questiona o objetivo da ação, assim como quem pode se beneficiar. “Eu não sei, mas confesso que estou passando pelo pior momento da minha vida”, disse.

Rodrigues refuta as acusações. “Não era dinheiro de corrupção, não era dinheiro ilícito, não era dinheiro ilegal. Jamais desviaria dinheiro público”. De acordo com a defesa do senador, a quantia encontrada na residência tem “origem particular comprovada” e se destinava ao “pagamento dos funcionários de empresa da família”.

Rodrigues finaliza o documento afirmando que, por trás do broche de senador, há um ser humano. “Rogo a Deus que ilumine os homens e me julguem de maneira sábia e imparcial”.

Desenvolvido por StrikeOn.
© 2015 - Visão Notícias. Todos os Direitos Reservados.