Visão Notícias
Postado em 30/07/2020 às 16:30
Polícia já tem suspeito de matar menino de 7 anos que foi afogado de propósito na lama

Até o início da tarde desta quinta-feira (30), a Polícia Civil já havia coletado 20 amostras de DNA para ajudar na investigação da morte de Danilo Sousa, de 7 anos, que foi afogado na lama, na cidade de Goiânia, em Goiás, onde a criança morava.

Quatro aparelhos celulares de pessoas próximas à vítima, como a mãe e o padrasto, foram apreendidos para saber onde cada um esteve e por onde passaram, além de colher imagens que possam ajudar nas apurações.

A perícia feita no local que Danilo foi encontrado apontam que o menino sofreu abuso sexual e foi asfixiado na lama. As investigações já apontam para um suspeito, mas outros detalhes sobre a pessoa investigada não foram divulgados. 

Danilo foi enterrado no Cemitério Municipal Vale da Paz, em Goiânia, na tarde de quarta-feira (29).  A investigação segue em sigilo. 

Relembre o caso:

 O menino Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, foi morto uma semana após desaparecer, ele foi afogado propositalmente em um lamaçal a poucos metros de sua casa. O garoto tinha desaparecido no último dia 21 após sair de casa para ir até a residência da avó, que mora na mesma rua. Os familiares registraram o desaparecimento dele na mesma noite em que o menino não chegou até o destino final.

A mãe e o padrasto do garoto foram autuados em flagrante por abandono de incapaz por ter deixado o menino sair sozinho de casa. 

 

Desenvolvido por StrikeOn.
© 2015 - Visão Notícias. Todos os Direitos Reservados.