Visão Notícias
Postado em 24/06/2020 às 18:17
Com tornozeleira eletrônica, Sara Winter deixa o Presídio Feminino do Gama

Presa há 10 dias, a extremista Sara Winter deixou, na tarde desta quarta-feira (24/06), a Penitenciária Feminina, a Colmeia, no Gama. Ela estava detida por ameaçar o ministro do STF, Alexandre de Moraes.

Embora a prisão dela só vença às 23h59 desta quarta-feira (24/06), uma das defensoras disse que Sara saiu antes para colocar a tornozeleira eletrônica e, de lá, foi autorizada a seguir para casa.

O ministro Alexandre de Moraes é o responsável pela análise do caso. A ativista foi detida em desdobramentos da Operação Lumus, que investiga atos antidemocráticos.

Sara é investigada pelo Ministério Público por ameaçar Moraes nas redes sociais. Ela disse que transformaria a vida do ministro em um “inferno” após ter sido incluída no inquérito das fake news.

 

Além de Sara, a outra integrante do grupo também presa na Colmeia, Érica Viana, poderá deixar a prisão com o dispositivo de localização preso ao tornozelo. Outros cinco integrantes do 300 do Brasil têm o caso sobre o uso das tornozeleiras sob análise no STF.

Desenvolvido por StrikeOn.
© 2015 - Visão Notícias. Todos os Direitos Reservados.