Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 01/12/2019 às 15:00

Deputados anunciam prorrogação de contrato ferroviário à empresários no Univem

  • O encontro das lideranças foi realizado no InnovaSpace Coworking do UNIVEM.

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta semana, em Brasília, a renovação antecipada da concessão ferroviária da Malha Paulista. Com isso, serão prorrogados os ramais ferroviários Bauru – Marília – Panorama. Entre os ramais que devem voltar a ser utilizados no transporte regular de cargas está uma rota de 350 quilômetros.

As informações foram transmitidas aos empresários marilienses pelos deputados estadual Reinaldo Alguz (PV-SP) e federal Enrico Misasi (PV-SP), durante encontro realizado no InnovaSpace Coworking do UNIVEM. Participaram representantes de entidades como Associação Comercial e Industrial de Marília (ACIM) e CIESP.

Para o 1º Vice Presidente da ACIM, Manoel Batista de Oliveira, a reativação da malha ferroviária ligando a alta paulista ao porto de Santos, passando por Marília, será muito importante para a economia regional, uma vez que o custo do transporte ferroviário é muito inferior ao rodoviário. Além disso, reduz o movimento de veículos nas estradas. 

Entenda o processo

Deputados Reinaldo Alguz e Enrico Misasi, durante encontro no Univem

O contrato da empresa Rumo, que venceria em 2028, ganhou mais 30 anos e se estenderá até 2058, com antecipação de investimentos da ordem de R$ 5,8 bilhões nos próximos seis anos, segundo o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

A empresa é formada por mais de mil locomotivas e 28 mil vagões. A companhia opera 12 terminais de transbordo, seis terminais portuários e administra cerca de 14 mil quilômetros de ferrovias nos estados de Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás e Tocantins.

O projeto prevê a reconstrução de trechos da ferrovia implantados há mais de 50 anos.

As obras devem proporcionar também aumento da capacidade da linha tronco da via, utilizada no transporte de cargas até o Porto de Santos. A reativação da malha ferroviária vai trazer desenvolvimento, emprego e geração de renda para a região.

Empresários e lideranças marilienses acompanham o anúncio da reativação da malha ferroviária que está cada vez mais próxima de ser concretizada.

Essa renovação é um marco para o desenvolvimento da região. Foram vários anos trabalhando em prol da reativação da ferrovia, que será, sem sombra de dúvida, uma grande indutora de desenvolvimento e geração de emprego e de renda para todo o centro-oeste paulista. Os produtos da região vão ganhar em competitividade, o que vai proporcionar mais investimentos”, afirmou o deputado estadual Reinaldo Alguz.

A renovação da concessão vai depende ainda de novo projeto a ser apresentado pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), que vai definir prazos, valores e formas de investimentos na retomada dos ramais. Os parlamentares estão esperançosos de que essa etapa burocrática esteja cumprida até o começo de 2020.

Transporte de passageiros

No contato com os empresários marilienses, o parlamentar acredita que, após a reativação da malha ferroviária para o transporte de carga, nada impede inclusive a volta do transporte de passageiros passando pelos mesmos trilhos. Segundo Reinaldo Alguz, só vai depender do interesse de alguma empresa.

"É como acontece nas rodovias. A empresa só vai ter que pagar pedágio por usar a ferrovia para poder explorar o transporte de passageiros", observou.

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn