Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 25/07/2019 às 16:00

Projeto de Pacificação Escolar da Unimar e Cejusc tem resultados positivos em EMEF

Os alunos do 3º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEI) Paulo Freire, localizado na zona sul de Marília, concluíram as atividades do Projeto “Implantando a Cultura da Pacificação: Uma abordagem Interdisciplinar”, desenvolvido pela Universidade de Marília (Unimar) em parceria com o Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc). As melhorias obtidas foram comemoradas pelos professores, coordenação e direção escolar. 

O projeto foi criado em 2017 com o objetivo de ensinar as crianças e adolescentes a resolverem os problemas de forma não violenta e a respeitar o outro. Segundo a chefe do Cejusc Marília, Juliana Raquel Nunes, os órgãos gostariam de apoiar as crianças dos bairros mais carentes, após conhecimento dos casos de violência nas escolas. 

Na EMEI Paulo Freire o trabalho começou em 2018 com outra turma, também do 3º ano, a pedido da direção. No primeiro semestre deste ano as atividades continuaram. Ainda segundo a Juliana, as atividades sempre são realizadas de forma lúdica para que o aprendizado seja de forma agradável. 

As atividades foram realizadas pelos acadêmicos e docentes dos 22 cursos de graduação da Unimar. Luis Carlos de Brito que é acadêmico do curso de Psicologia, afirma que atuar no projeto só trouxe benefícios, pois teve oportunidade de contato direto com as crianças "conhecendo uma realidade diferentes e me impulsionando a trabalhar com diversificados temas". 

A docente de psicologia da Unimar, Andreia Bonatti Guarnieri trabalhou ao longo do semestre com atividades musicais e artísticas, objetivando ensiná-las a ter respeito pelo próximo. Para ela foi uma experiência única. 

A professora da turma, Luciana dos Santos Moreira de Almeida, conta que as crianças se transformaram ao longo do semestre. “No início do ano a turma era muito agitada e violenta, toda semana havia o registro de brigas entre os colegas. Agora, a gente vê como se acalmaram e se respeitam”, comemora.

Duas turmas da Emei Paulo Freire já passaram pelo Projeto e no segundo semestre o 5º ano irá participar. Segundo o diretor da unidade escolar, Anderson Leão, ele pediu ajuda após conhecer o projeto através de resultados obtidos em outras escolas. “Algumas turmas tinham altos índices de inadimplência e desrespeito, por isso pedimos ajuda. Sentimos a melhora das crianças em pouco tempo, o convívio entre eles agora é mais respeitoso e as questões de indisciplinas diminuíram”, finaliza.

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn