Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 18/06/2019 às 10:45

Polícia Federal deflagra operação Reboot II

  • Operação envolve a Secretaria Municipal da Saúde

A Delegacia de Polícia Federal de Marília deflagrou, na manhã desta terça-feira (18) a segunda fase da Operação Reboot, em continuidade às investigações de irregularidades praticadas na Secretaria Municipal de Saúde de Marília, durante procedimento licitatório levado a efeito em 2016, através do qual foram adquiridos 450 Tablets com verbas provenientes do Ministério da Saúde, por valores, ao que tudo indica, superfaturados.
 
Conforme restou apurado, há indícios de prejuízo aos cofres públicos federais na ordem de aproximadamente meio milhão de reais, em decorrência da inclusão de cláusulas no edital que restringiram a participação de licitantes.
 
Tablets podem ter sido comprados com preços superfaturados.

Durante a análise do material apreendido na primeira fase da operação foram identificados outros possíveis envolvidos, levando a continuidade da operação.

Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão expedidos pela 3ª Vara Federal de Marília, após manifestação favorável do Ministério Público Federal, sendo dois nesta cidade e um na cidade de Cotia.

A investigação encontra-se em fase final e os envolvidos poderão responder, no limite de suas responsabilidades, pelos crimes de organização criminosa (pena de 3 a 8 anos de reclusão), fraude à licitação (pena de 2 a 4 anos de detenção), corrupção passiva (pena de 2 a 12 anos de reclusão), corrupção ativa (pena de 2 a 12 anos de reclusão) e lavagem de dinheiro (pena de 3 a 10 anos de reclusão).

ADMINISTRAÇÃO PASSADA

Há pouco, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Marília divulgou uma nota oficial na qual procura lembrar que a licitação que está sendo alvo da operação da Polícia Federal envolve a administração do ex-prefeito Vinicius Camarinha, atual deputado estadual (ele ainda não se manifestou oficialmente).

Eis a nota:

"A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, informa que o município tem todo interesse no esclarecimento dos fatos divulgados hoje (terça-feira) pela Polícia Federal na Operação Reboot II, ocorridos na gestão anterior do ex-prefeito Vinicius Camarinha.

Informa ainda que, além deste inquérito na PF, existe processo administrativo junto à Corregedoria Geral do Município. Caso comprovada responsabilidade dos gestores à época, as sanções serão aplicadas nos termos da lei. Além do mais, existe uma Ação Civil Pública sobre o mesmo assunto envolvendo os ex-gestores". 

CONFIANÇA NO SECRETÁRIO

Por volta das 10h50, a assessoria de imprensa do ex-prefeito Vinicius Camarinha divulgou nota afirmando que, como ex-prefeito, não estaria diretamente envolvido no caso, as licitações eram realizadas pelas próprias secretarias e foi categórico: "tenho confiança nos secretários".

Eis a nota oficial:

"Não estou denunciado na ação criminal, não fui e nem sou alvo de nenhuma operação da Polícia Federal e nem respondo a nenhuma ação criminal por corrupção. Conforme lei municipal, todas as licitações da prefeitura eram realizadas por cada Secretaria. Tenho confiança nos secretários e interesse que tudo seja esclarecido".
 
 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn