Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 07/06/2019 às 17:56

Tristeza: Marília e região perdem personalidades

  • O sepultamento do cantor Addy reuniu centenas de pessoas no final desta tarde.

 Addy (música) Lucila Costa (voluntariado) e Nelson Ichizato (pai das cerejeiras de Gareça) marcaram história em diferentes área de atuação.

A sexta-feira foi marcada por perdas tanto em Marília como também em Garça, envolvendo três personalidades em diferentes áreas de atuação.

Foram homenageados hoje o cantor sertanejo mariliense Addy (da antiga dupla Addy e Eddy - atualmente conhecido como Adel, em dupla com Caim), a dra. Lucila Costa, uma das pioneiras na fundação da entidade Associação Mariliense de Amor Exigente, além do imigrante Nelson Ichisato, conhecido como “Pai das Cerejeiras”, responsável por plantar as mudas de cerejeiras ao redor do Lago Artificial J.K. Williams, em Garça.

O sepultamento do cantor Addy foi no final desta tarde. No velório, centenas de amigos, fãs e marilianes foram prestar as últimas homenagens. Ele faleceu no começo da noite de ontem, após sofrer um infarto em casa. Carismático e comunicativo, além de cantor, Adilson Cândido da Silva era comunicador, chegando a apresentar programas de música sertaneja.

Outra personalidade mariliense que foi sepultada no final desta tarde, no cemitério da Saudade, foi a dra. Lucila Costa, de 79 anos.

Cicadã mariliense e uma das fundadoras da entidade "Amor Exigente", durante quase 30 anos atuou no atendimento às famílias de Marília e região, buscando encorajá-las e fortalece-las para o enfrentamento do desafios relacionados à dependência química e aos comportamentos inadequados dos seus membros.

PAI DAS CEREJEIRAS

A florada das cerejeiras, que começou há cerca de duas semanas, perdeu nesta sexta-feira o responsável por esse desafio em trazer essa planta para Garça.

O imigrante Nelson Ichizato morreu aos 99 anos. Ele estava com 99 anos e havia sido homenageado no lançamento do Cerejeiras Festival, como presidente de honra da festa que acontecerá no final deste mês.

Nelson Ichisato chegou ao Brasil ainda na infância vindo do Japão, como sua viagem foi de navio, durou 51 dias. Ao chegar ao nosso país foi morar em Registro, São Paulo, e somente em 1945 mudou-se para Garça.

Para matar as saudades do país de origem, durante anos ele visitou a florada das cerejeiras em Campos do Jordão e decidiu plantar cerca de 100 mudas em Garça. Três anos mais tarde surgiu a primeira florada.

Essa iniciativa completou 40 anos em 2019 e, graças ao seu esforço, todos os anos, entre junho e julho, Garça recebe milhares de visitantes de todo o país em busca da beleza da florada das cerejeiras. 

O corpo do sr. Nelson Ichizato começou a ser velado agora há pouco (18h) e o sepultamento será neste sábado, às 16h, no cemitério municipal de Garça.

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn