Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 20/05/2019 às 11:15

Prefeitura e Unimar finalizam 1ª fase do Projeto Unicampo

  • Estudantes durante trabalho de campo no projeto.

Parceria vai fazer um diagnóstico de propriedades rurais e implantar ações para melhorar produção e qualidade

A Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Unimar (Universidade de Marília), através dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária, finalizaram a 1ª fase do Projeto Unicampo.

O projeto é um trabalho de extensão universitária e visa levar aos pequenos produtores rurais a tecnologia da Agronomia e da Medicina Veterinária, com objetivo de melhorar a qualidade da produção das propriedades rurais do município.

Desde o início do projeto, em 12 de abril, foram realizadas cinco visitas a propriedades rurais, localizadas no chamado Assentamento São Gerônimo, nas proximidades do distrito de Amadeu Amaral.

A parceria entre Prefeitura e Unimar está funcionando da seguinte forma: a Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento indicou as propriedades rurais a serem visitadas e cedeu também o transporte. Já a Unimar levou um professor de Agronomia e um de Medicina Veterinária, acompanhados de três alunos de cada um destes cursos, para a visita com o objetivo de fazer um diagnóstico da propriedade.

O coordenador do curso de Medicina Veterinária da Unimar, Prof. Dr. Fábio Manhoso, destacou a conclusão da 1ª fase do projeto. “Fizemos um grande levantamento das propriedades localizadas naquela região. Com estas informações que foram levantadas, agora em junho os professores irão fazer a tabulação desses resultados e, em agosto, com o início da 2ª fase, traçar ações mais efetivas e pontuais para que possam ser implantadas nas propriedades, fazendo com que melhore a qualidade e também a quantidade do que é produzido nestas propriedades.”

A professora Isabela Bazzo, do curso de Medicina Veterinária, informou que a falta de informações técnicas dos proprietários rurais predominou nesta fase do projeto.

A gente percebeu que eles são carentes de dessas informações e fazem sempre o mínimo obrigatório. Já entrarmos com algumas medidas emergenciais, como casqueamento dos animais, vermifugação e vacinação, além de testes para o controle da mastite, uma doença inflamatória na glândula mamária dos animais.”

Já Daniel Teixeira, professor de Agronomia, também afirmou que estava faltando orientação aos proprietários rurais sobre os cuidados que deveriam ter com o solo antes do plantio.

Este foi um problema sério encontrado pela nossa equipe e então decidimos fazer a amostragem desse solo, o que vai nos permitir entrar com a intervenção necessária na 2ª fase do projeto, com objetivo de aumentar a produção de hortaliças e a qualidade da pastagem.”

Coordenadores fizeram uma avaliação da primeira fase do projeto.

O secretário municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ricardo Cavichioli Scaglion, disse que a parceria tem alcançando resultados positivos.

“Estamos muito satisfeitos, pois é uma parceria em que todos saem ganhando. Além de ser uma extensão dos cursos, atende também o lado social e científico. Agradecemos à Unimar pela confiança e a 2ª fase, que terá início em agosto, deverá se estender até o final do ano.”

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn