Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 28/03/2019 às 16:40

Centro de Orientação já emitiu 1.100 certificados e inicia atendimento diário

  • O casal Juliano e Daniela durante atendimento no Centro de Orientação ao Viajante.

Maioria dos países já exige o Certificado Internacional de Vacina para viajantes.  Menos de um ano após implantar serviço, Secretaria Municipal da Saúde amplia expediente

A educadora Daniela Bonfim Ferreira e o marido, Juliano Alves Ferreira, vão comemorar os 10 anos de casados em Punta Cana, balneário paradisíaco no Mar do Caribe. Além das expectativas da primeira viagem internacional, o casal levará o Certificado Internacional de Vacinação, exigência na maioria dos países. Desde maio do ano passado, o documento é emitido na Secretaria Municipal da Saúde de Marília, que diante da alta demanda decidiu, a partir deste mês, ampliar o atendimento.

O Centro de Orientação ao Viajante é vinculado à Vigilância Epidemiológica e credenciado junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Com exceção de Marília, somente a cidade de Bauru faz a emissão no Centro Oeste e Alta Paulista.

O serviço atende moradores de qualquer localidade do país e emite o Certificado mediante alguns requisitos. A primeira exigência é que viajante tenha recebido a vacina contra a Febre Amarela. Quem ainda não tomou, deve procurar uma unidade de saúde com antecedência de pelo menos 10 dias, em relação à data da viagem.

Depois é preciso fazer um pré-cadastro no endereço viajante.anvisa.gov.br, clicando na opção “viajante” ou no link “cadastro”. Em seguida, é necessário agendar o atendimento no Centro de Orientação ao Viajante na Secretaria da Saúde de Marília (AV. Castro Alves), pelo telefone 3402-6524 ou 3434-1787. O expediente é das 08h às 11h e das 14h às 17h.

Na data do agendamento, o documento é emitido na hora, mediante apresentação de documento original, oficial e com foto (RG CNH ou passaporte, por exemplo); comprovante de residência; comprovante de vacinação ou caderneta original; preenchida corretamente com a data de administração, fabricante e lote da vacina, assinatura do profissional que realizou a aplicação e identificação da unidade de saúde onde foi administrada a vacina.

BALANÇO - De maio de 2018 até março deste ano, foram feitos 1.100 certificados em Marília. Antes da implantação do serviço, estes usuários tinham que se deslocar até Bauru ou nos aeroportos internacionais, com o risco de deixar para a última hora.

A enfermeira Luciane Yara Sales, responsável pelo Centro de Orientação de Viajantes em Marília, explica que a principal exigência é a vacina contra a febre amarela, mas alguns países também exigem outras vacinas, como pólio e meningite, por isso a importância de buscar informação.

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn