Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 25/03/2019 às 08:00

Fundamental para o organismo: saiba qual é a importância da Vitamina D para a saúde

Produzida pela ação da luz solar na pele, a Vitamina D vai muito além da saúde dos ossos

Responsável pela absorção de cálcio e fósforo, e famosa por ajudar no combate a doenças como a osteoporose, a Vitamina D, hormônio esteroide produzido pela ação de raios ultravioletas na pele, tem papel fundamental no bom funcionamento do organismo. É ela quem garante o fortalecimento de ossos e dentes, e ainda contribui para o desempenho cerebral, muscular (incluindo coração) e imunológico.

Estudos mostram que a Vitamina D também ajuda a regular o crescimento evitando o raquitismo em crianças, a controlar os níveis de insulina e evitar a depressão. Sua principal fonte é a luz solar, mas, mesmo sendo um país tropical, no Brasil grande parte da população sofre de carência dessa vitamina. Isso porque, principalmente nas regiões urbanas, muitos vivem em ambientes fechados e evitam exposição ao sol.

Carência de vitamina D: sinais e riscos

Para adultos com mais de 50 quilos é recomendado uma dose diária entre 5.000 e 10.000 unidades de vitamina D (considerando gestantes e lactantes). Já para crianças, a dose é de 1.000 unidades de vitamina D para cada 5 quilos.

Alguns dos principais sinais de carência da Vitamina D são cansaço excessivo, fraqueza muscular, dores nos ossos e articulações, além de resfriados frequentes.

A ausência de Vitamina D pode acarretar em graves problemas como osteoporose, osteomalacia (amolecimento dos ossos), perda de força muscular, baixa densidade mineral nos ossos, infecções bacterianas ou virais, doenças inflamatórias, cardiovasculares, neurodegenerativas ou autoimunes, alterações cerebrais, diabetes, obesidade, depressão e ainda, em crianças pode levar ao raquitismo ou má formação.

Além da saúde óssea

No tecido ósseo a Vitamina D atua como responsável pela absorção de cálcio, fortalecendo sua estrutura e reduzindo o risco das doenças citadas acima.

Mas sua função no organismo vai muito além disso. Estudos do UT Southwestern Medical Center, no Texas, Estados Unidos, revelaram que há uma relação entre os baixos níveis de Vitamina D e o aparecimento de depressão.

Pacientes com histórico da doença apresentaram melhora significativa após aumento da Vitamina D no organismo. Já em relação ao coração, a Vitamina D contribui no controle das contrações cardíacas, no relaxamento dos vasos sanguíneos e na produção da Renina, principal hormônio regulador da pressão arterial.

Pessoas que apresentam deficiência dos níveis da vitamina têm maiores chances de apresentar problemas como ataque ou insuficiência cardíaca, derrame e infarto.

A Vitamina D também é de extrema importância durante a gestação, pois ajuda a evitar abortos, age no sistema imunológico da gestante e contribui no desenvolvimento cerebral do bebê.

Com atuação no metabolismo, a vitamina ainda tem papel fundamental na ação contra outra doença comum entre brasileiros: a Diabetes. A Vitamina D contribui na produção e na regulação dos níveis de insulina no corpo.

Sua ausência aumenta os riscos de Diabetes tipo 1. Além disso, dados do NationalCancerInstitute dos Estados Unidos revelam que a Vitamina D pode ser considerada uma aliada no combate a alguns tipos de câncer como os de próstata e mama.

Principais fontes

A Vitamina D não é produzida de forma natural no organismo, mas sim por meio da exposição à luz solar, sendo essa sua principal fonte. Para obter a dose necessária, basta permanecer de quinze a vinte minutos no sol, antes das 10h ou após às 16h, com braços e pernas expostos sem proteção solar, para que o corpo absorva os raios ultravioleta.

É possível aproveitar atividades do cotidiano como caminhar até o ponto de ônibus ou praticar exercícios físicos ao ar livre para ter contato com a luz solar e assim obter as doses diárias de Vitamina D.

Outra forma de complementar a quantidade de Vitamina D no organismo é por meio da alimentação. A vitamina pode ser encontrada em alimentos de origem animal como peixes de água salgada (salmão, sardinha e atum), carne bovina (principalmente fígado), ovos, manteiga, iogurte, queijo cheddar, oleaginosas (castanhas e nozes), espinafre, couve, feijão, entre outros.

Em casos em que for constatada a carência de Vitamina D no organismo - o que é feito através de um exame de sangue - pode ser recomendado, sob orientação médica, a utilização de suplementos de cálcio e vitamina D como forma de suprir a quantidade necessária dos nutrientes.

Geralmente, o uso de suplementos de Vitamina D é mais frequente entre idosos, uma vez que em pessoas mais velhas as quantidades da vitamina são menores por terem menos resposta à sintetização da luz solar no organismo. Como suplemento é possível encontrar cápsulas ou ainda vitamina D líquida.

Cuidados

O uso de todo e qualquer suplemento vitamínico deve ser feito sob recomendação médica, isso porque, se consumidos em excesso, podem causar transtornos de saúde e somente um profissional saberá orientar qual é a dosagem correta para cada tipo de organismo e situação.

Em excesso, a Vitamina D pode aumentar as concentrações de cálcio no sangue, favorecer o surgimento de cálculos renais, causar aumento da pressão arterial, entre outros fatores.

Para evitar quaisquer problemas, durante o tratamento com suplementos de Vitamina D é indicado manter a hidratação (consumir muita água) e uma dieta balanceada.

 

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn