Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 14/03/2019 às 20:00

Filme "O Menino que Descobriu o Vento", nos lembra da importância de não desistir

William Kamkwamba tinha 14 anos quando construiu a primeira turbina eólica para bombear água pro cultivo  de alimentos no seu vilarejo, no Malawi, um dos países mais pobres da África.

O Menino que Descobriu o Vento, filme original da Netflix, narra a saga de Kamkwamba para acabar com a fome na sua vila, provocada pela seca. A produção chegou ao catálogo no início de março e já está entre as mais assistidas da plataforma.

Kamkwamba ficou conhecido ao participar da conferência TEDGlobal 2007, na Tanzânia. Com a visibilidade alcançada, ele conseguiu apoio para terminar o ensino médio em Linlongue, capital do Malawi. Depois, recebeu uma bolsa para estudar no Dartmouth College, nos Estados Unidos, onde se formou em Estudos Ambientais.

Dirigido por Chiwetel Ejiofor, O Menino que Descobriu o Vento é baseado numa autobiografia de Kamkwamba, The boy who harnessed the wind, publicada em 2009. Ejiofor também é ator e, na trama, representa o pai do protagonista, o menino William, interpretado pelo queniano Maxwell Simba.

“Há tempos queria dirigir, era uma experiência pela qual sentia que teria de passar. O problema era encontrar a história certa. O livro de William Kamkwamba foi uma descoberta para mim. Como afrodescendente, sou muito sensível à herança cultural africana e aos problemas sociais e políticos que a África enfrenta”, contou Ejiofor na coletiva de seu filme.

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn