Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 17/02/2019 às 08:00

Walter Ihoshi assume presidência da Junta Comercial do Estado

  • Walter Ihoshi com o governador João Dória e o presidente da Câmara, Marcos Rezende

Deputado federal por três mandatos priorizará modernidade nos processos de trabalho da autarquia que responde por 40% da abertura de empresas do Brasil. Pretente trabalhar pela implantação do Parque Tecnológico de Marília.
 
Deputado federal por três mandatos, Walter Ihoshi, liderança do PSD, acaba de ser nomeado pelo governador João Dória (PSDB), presidente da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

Autarquia estadual vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Emprego (pasta criada pelo governo João Dória)  é responsável pela abertura de empresas, desde as micros e MEIs, até as grandes empresas, incluindo as companhias de capitais abertos, as SAs.

É com honra e determinação em cooperar para o crescimento do Estado de São Paulo que assumimos esta missão, tendo neste primeiro momento a meta de implantarmos a modernização na Jucesp. Modernização, aliás, é o objetivo prioritário do governador Dória, que está trazendo a inovação e a modernidade para a gestão pública estadual”, disse o presidente da Jucesp.
 
Embora todos os Estados brasileiros possuam Juntas Comerciais, a de São Paulo desponta em números e atividades: é a que responde por 40% das aberturas de empresas de todo o Brasil.

“Todo este volume de trabalho comprova a responsabilidade e o papel essencial que a Jucesp cumpre no desempenho econômico do Estado de São Paulo”, contextualizou Ihoshi.

Dentro deste processo de modernização, além da digitalização para facilitar abertura e fechamento de empresas, a gestão de Ihoshi implantará o aperfeiçoamento das tarefas e adotará uma reengenharia que permitirá racionalizar o uso de papel. 

Queremos proporcionar tempo de espera muito menor para a abertura de uma empresa. Tudo isso não depende apenas de nós, da Junta Comercial, mas também de outros órgãos, incluindo Receita Federal, Fazenda Estadual e as secretarias dos Municípios paulistas. Portanto, neste trabalho contaremos muito com a cooperação dos demais órgãos e do auxílio da tecnologia da informação”, considerou. Seu trabalho também será no sentido da implantação do Parque Tecnológico de Marília

 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn