Facebook Twitter YouTube
A agilidade do jornalismo online.
Visão Notícias - Informações de Marília e região
Visão Notícias - Informações de Marília e região

Informações de Marília e região

- Marília/SP

Postado em 01/01/2019 às 10:30

Prefeito Daniel faz balanço de administração em Marília e anuncia "virada" em 2019

Depois de ficar dois anos praticamente colocando a "casa em ordem", devido principalmente a problemas financeiros, chefe do Executivo anuncia diversos investimentos em 2019 e também uma "virada" na sua administração.

Derrotar o grupo político liderado por Abelardo e Vinicius Camarinha já foi considerado um "fato histórico" em outubro de 2016. Mas, era só o começo para o atual prefeito Daniel Alonso.

Ele assumiu a administração com problemas em todos os setores, principalmente na área financeira, obras paradas e verdadeiros "nós" deixados e que poderiam inviabilizar os quatro anos de mandato.

Mas, em dois anos, garante que conseguiu equilibrar as finanças (tanto que retomou obras importantes como a do tratamento de esgoto e conseguiu pagar em dia o salário e 13º do funcionalismo - "termômetro político" importante). Segundo ele, graças a uma política de austeridade e contenção de gastos.

Nesta semana, por exemplo, a assessoria de imprensa da Prefeitura divulgou uma relação de obras e serviços, ou seja, o "antes" e "depois" da atual administração, mostrando os problemas enfrentados.

Novos investimentos

"Isso tudo deve resultar em grandes avanços urbanos de benefício à comunidade da cidade", afirma Daniel. Tanto que, mesmo com um orçamento apertado para 2019 (apenas R$ 52,1 milhões em investimentos - para um total de R$ 958,4 milhões - ou seja, nem 6% do total), a Prefeitura anuncia que para o ano que está começando serão 57 obras previstas.

Os outros R$ 906,3 milhões previstos no orçamento estão comprometidos em "verbas casadas" (como educação e  saúde - mínimos de 25% e 15%, ou seja, totalizando 40% de toda receita) e também funcionalismo: R$ 275 milhões com a folha de pagamento, além de outros repasses já previstos em lei.  

A mais importante é o término de duas das três bacias de tratamento de esgoto, iniciando em agosto o feito histórico de Marília conseguir pela primeira vez em sua história tratar seus resíduos.

Em 2019 pretendem iniciar também a terceira e última bacia de tratamento, para que em 2020 a cidade garanta 100% de tratamento, rompendo com um tabu que envolveu os dois últimos governos municipais.

Outra grande obra prevista será a remodelação, ainda para o primeiro semestre, de toda a iluminação pública da cidade, em uma obra de R$ 23,5 milhões, sendo R$ 15 milhões do Banco do Brasil R$ 8 milhões de recursos próprios. 

Educação/Saúde - No orçamento, a Prefeitura prevê ampliações  ou construção de 17 escolas municipais, aumentando a oferta de vagas principalmente em novos bairros entregues.

Pelo menos seis postos de saúde serão ampliados ou construídos. Uma novidade será o Parque Cascata, que transformará a represa em um local turístico, com pista de cooper em seu entorno e quiosques para lazer em família.

O prefeito Daniel já previa que iria demorar dois anos para "arrumar a casa" e os outros dois para mudar a cidade "de forma inteligente e comprometida, sem deixar futuros governos endividados. Aguentamos a pressão e críticas até agora e iremos provar agora com realizações seguras, com investimentos sérios e duradouros”, afirmou o chefe do Executivo.

Mais alguns exemplos:

 

 

 
 

© Copyright 2017. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita do visaonoticias.com
Desenvolvido por StrikeOn