Visão Notícias
Postado em 02/11/2019 às 13:00
Operação Piracema: Polícia Ambiental faz apreensões. Fique atento nas pescarias
Policiais ambientais durante fiscalização em rios da região.

A Polícia Ambiental, com sede em Marília, está intensificando a fiscalização em rios, lagos e represas de toda região durante Operação Piracema que prossegue até o dia 28 de fevereiro.

Em Parapuã, na região de Tupã, dois pescadores foram surpreendidos praticando pesca predatória, com utilização de rede de emalhar armada para a captura de peixes e uma linhada de mão, nas proximidades da ponte da amizade. Todo o material foi apreendido.

O período da piracema serve para que os peixes possam se reproduzir. Com isso garante a preservação das espécies no meio ambiente. Para não sofrer a mesma fiscalização e até multas.

Proibido e permitido

A pesca de espécies nativas como Mandi, Traíra, Piapara, Dourado, Barbado, Curimbatá e o Lambari está proibida. 

Os pescadores podem apenas coletar espécies exóticas, como a Tilápia, Corvina e o Tucunaré.

Neste caso, o pescador só pode pescar dez quilos mais uma unidade do peixe da espécie. Além disso, nesse período, só é permitido pescar com anzol de mão, vara, molinete e caniço.

Quem for pego pescando em local proibido pode ser multado ou até preso. A lei prevê, em caso de prisão em flagrante, um a três anos de reclusão e uma multa que é de R$ 700 + R$ 20 por quilo de pescado apreendido.

 

 

Desenvolvido por StrikeOn.
© 2015 - Visão Notícias. Todos os Direitos Reservados.