Visão Notícias
Postado em 21/04/2018 às 11:45
Ciclistas fazem homenagem a colega morto e alertam para segurança no trânsito

Nesta semana foi comemorado o Dia Internacional do Ciclista (15 de abril) e em Marília, para marcar a data, foi feita uma homenagem ao aposentado José Aurélio dos Santos, na época com 72 anos,  que morreu ao ser atropelado por dois carros quando tentava atravessar a avenida Sanches Cibantos, na saída da cidade. Neste local foi instalada (num poste) a primeira Ghost Bike - Bicicleta Fantasma em memória ao ciclista.

"A vida dele praticamente foi em cima de uma bicicleta. Foi com ela que criou os quatro filhos e essa homenagem tem um propósito muito importante: mais liberdade e segurança aos ciclistas", afirmou emocionado o filho do sr. José Aurélio, Marinaldo Ângelo dos Santos.

"Não precisa ter mais mortes para chegar a esse propósito", acrescentou. A família agradeceu a lembrança. Aliás, a morte do sr. José Aurélio ocorreu dois dias após a comemoração da data (15 de abril).

Bicicleta instalada no poste: homenagem e alerta sobre segurança.

Seu José Aurélio dos Santos era funcionário do DAEM e também trabalhava na manutenção de piscinas. Marinaldo lembra que ele sempre utilizou a bicicleta para ir trabalhar, até que conseguiu juntar as economias para comprar um carro.

Mesmo assim, tinha verdadeira paixão pelo veículo de duas rodas, tanto que mesmo aos 72 anos nunca deixou de utilizá-lo até que aconteceu a tragédia. A reportagem completa sobre o acidente, clique AQUI

HOMENAGEM

Os ciclistas idealizadores da homenagem logo após a instalação da bicicleta no poste.

Na página oficial que marca a data, os integrantes defendem o uso da bicicleta no dia-a-dia e com inúmeras vantagens. "Cidades de todo o mundo estão cheias de carros. Seu uso indiscriminado gera poluição, cria situações de desigualdade. A bicicleta é apresentada como uma alternativa de locomoção econômica e ecológica, traz inúmeros benefícios para a nossa saúde e meio ambiente", afirmam.

Alertam para os perigos que os ciclistas sofrem. "O que poderia ser um dia de comemoração, na realidade, é mais um dia de luta em nossa cidade. Pois, há um ano morreu o ciclista José Aurélio dos Santos atingido por dois veículos enquanto andava em sua bicicleta. A morte de ciclistas no trânsito é uma triste realidade presente em todas as cidades que enxergam a bicicleta como um problema e não como parte da solução para a questão da mobilidade urbana".

Os organizadores pretendem realizar outras atividades para defender o uso da bicicleta como mobilidade urbana (projeto "bicicleta nos planos"), mas ao mesmo tempo com segurança. 

A bicicleta instalada no poste chama a atenção de quem passa pela avenida Sanches Cibantos.

Castelli
Desenvolvido por StrikeOn.
© 2015 - Visão Notícias. Todos os Direitos Reservados.